Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Como devemos saudar o mês do Ramadan? - A virtude do Ramadan é alcançada pelo jejum em todos os dias - Parecer sobre aquele que esquece de repor jejuns perdidos - Por que os muçulmanos jejuam? - Responsabilidades de uma esposa para com seus pais - A sabedoria por trás do oferecimento da oração - A sabedoria provinda da prescrição do zakaah - Jogos, entre o que é lícito e o que é ilícito - Vontade e Decreto Divino - Condições das boas ações - Reflexão sob a visão do Islam - Como lidar com o vício das drogas? - Relações via Internet - Evidências para a validade do Islam - Razões detalhadas para o castigo no túmulo -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

A sabedoria por trás do oferecimento da oração
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

https://media.gvwire.com/wp-content/uploads/2019/05/31224351/Muslim-Prayer-Ramadan.jpg

 

Tenho uma dúvida, para a qual não consigo encontrar uma resposta apropriada. Por que rezamos assim, com o takbir, prostrando e de pé? Não nos seria suficiente sentarmos e recitarmos o Alcorão, invocando Allah em súplica (du'a) em vez disso? Por que isso é feito dessa maneira?

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Você deve entender – que Allah o oriente – que o fundamento de nossa religião é a obrigação de ouvir e obedecer, e não pensar que podemos sugerir alternativas ao que Allah prescreveu, assim como confiamos na palavra do médico e não a contestamos. Ao contrário, ouvimos e obedecemos, se ele disser para tomar o remédio depois do jantar, não dizemos: Por que não antes do jantar?

Ou se o médico disser, tome sete gotas, não dizemos: por que não cinco gotas? Em vez disso, ouvimos o que o médico diz, mesmo que isso implique suportar o gosto amargo do remédio, ou o alto custo do tratamento, e assim por diante, apesar dele ser um ser humano e não possuir o poder de cura, podendo estar certo ou errado e podendo errar com mais frequência do que acertar.

O que é exigido de nós é que nossa submissão aos ensinamentos islâmicos seja maior do que isso, pois eles são revelados por Aquele que é mais Sábio, mais Louvável, Conhecedor e Onisciente, e "Ele não é interrogado, acerca do que faz, enquanto eles serão interrogados” [al-Anbiya' 21:23].

A fé não pode ser sólida sem a submissão completa a Allah e Seu Mensageiro. Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado).

“Então, por teu Senhor! Não crerão; até que te tomem por árbitro das dissensões entre eles, em seguida, não encontrem, em si mesmos, constrangimento no que julgaste, e até que se submetam, completamente.”

[an-Nissa’ 4:65]

“O dito dos crentes, quando convocados a Allah e a Seu Mensageiro, para que este julgue, entre eles, é, apenas, dizerem: ‘Ouvimos e obedecemos.’ E esses são os bem-aventurados.”

[an-Nur 24:51]

“O Mensageiro crê no que foi descido, para ele, de seu Senhor, e, assim também, os crentes. Todos creem em Allah e em Seus anjos e em Seus Livros e em Seus Mensageiros. E dizem: ‘Não fazemos distinção entre nenhum de Seus Mensageiros.’ E dizem: ‘Ouvimos e obedecemos. Rogamos Teu perdão, Senhor nosso! E a Ti será o destino.’”

[al-Baqarah 2:285].

As-Sa'di disse:

Esta resposta da parte dos crentes inclui tudo o que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) trouxe, ou seja, o Alcorão e a Sunnah, e eles o ouviram com aceitação e submissão. Fim da citação.

Quem quer que reflita sobre esses versículos perceberá que a religião é baseada na aceitação, humildade e submissão a Allah, o Senhor dos Mundos. Como uma pessoa pode não se submeter a Ele, glorificado seja, em todas as coisas e em todos os seus negócios, tanto religiosos como mundanos, quando ela crê n’Ele como seu Senhor, Criador, Guia, Provedor e Controlador?

Como é possível não se submeter ao Seu Mensageiro (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) quando se crê nele como o Profeta que foi enviado por seu Senhor?

Se uma pessoa segue esse caminho de questionamento, não é exagero supor que isso acabará por conduzi-la à heresia, porque se está dizendo: Por que a oração não pode ser simplesmente recitar o Alcorão e oferecer súplicas? Então alguém virá e dirá: Qual é a razão para oferecer súplicas; não é suficiente o Alcorão? Então, uma terceira pessoa virá e dirá: Por que rezar afinal? Não é suficiente dizer Laa ilaaha illa Allah (não há divindade além de Allah)? E você poderia dizer algo semelhante em relação ao zakat, jejum, Hajj e todas as outras regras do Islam, e o resultado final seria a rejeição das regras do Islam e a heresia.

Em terceiro lugar:

A oração foi ordenada desta maneira, que é a melhor e mais perfeita maneira possível, de modo a atingir a verdadeira servidão a Allah e humildade diante d’Ele, e conhecer o prazer de conversar com Ele. Então, o indivíduo se volta para a qiblah e fica de pé com humildade diante de Allah, com a cabeça baixa, então ele se curva a Allah com humildade, e mostra ainda mais humildade a Allah prostrando-se.

Veja uma descrição detalhada de como a oração é feita, do takbir ao taslim [isto é, do início (Allahu akbar) ao fim (salam)], e reflita sobre as ações e palavras oferecidas por Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) em seu livro as-Salaah.

Pedimos a Allah, exaltado seja, para nos guiar e fazer da oração uma fonte de conforto para nós.

E Allah sabe melhor.

 

https://islamqa.info/pt/answers/136549/a-sabedoria-por-tras-do-oferecimento-da-oracao-da-maneira-mais-conhecida

Hierarquia do Artigo:
Artigos Adoração e Prática A sabedoria por trás do oferecimento da oração


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2021. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2021 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo