Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Como devemos saudar o mês do Ramadan? - A virtude do Ramadan é alcançada pelo jejum em todos os dias - Parecer sobre aquele que esquece de repor jejuns perdidos - Por que os muçulmanos jejuam? - Responsabilidades de uma esposa para com seus pais - A sabedoria por trás do oferecimento da oração - A sabedoria provinda da prescrição do zakaah - Jogos, entre o que é lícito e o que é ilícito - Vontade e Decreto Divino - Condições das boas ações - Reflexão sob a visão do Islam - Como lidar com o vício das drogas? - Relações via Internet - Evidências para a validade do Islam - Razões detalhadas para o castigo no túmulo -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

A Posição da Casa Sagrada
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

7. A Mesquita Sagrada é o melhor local da terra. Da mesam forma que Allah tornou o Profeta Mohammad o Mensageiro preferido, preferiu o mês de Ramadan aos outros meses, preferiu a Noite do Decreto às noitras noites, tornou a Mesquita Sagrada o pedaço mais preferível da terra. O Mensageiro de Allah (S) disse quando saiu para migrar para a Madina, dirigindo-se a Makka: “Por Allah que és a terra preferível de Allah, e a terra que mais gosto. Se não fosse obrigado a abandonar-te não o teria feito.”11
8. Entre seus méritos é que quem a adentrar fica seguro, pois é o local de segurança de toda pessoa com medo. Allah, exaltado seja, diz: “E não reparam (os maquenses) em que lhes concedemos um santuário seguro, ao passo que, ao seu redor, as pessoas eram saqueadas?”12 O Mensageiro de Allah (S) disse: “Esta cidade é segura; Allah a tornou sagrada no dia em que criou os céus e a terra. Ela é sagrada por tê-la Allah tornado sagrada, até o Dia da Ressurreição. A luta nela não foi permitida a ninguém antes de mim e não me foi permitida a não uma em uma determinada hora do dia (Dia da Conquista de Makka). Ela é sagrada por Allah até o Dia da Ressurreição.”13
9. Allah designou a nobre Caaba para receber as oferendas. Disse: “...como oferenda à Caaba” (5:95). A oferenda é o animal domético, que o peregrino leva para ser sacrificado após completar os rituais da peregrinação como oferenda e agradecimento a Allah, exaltado e magnífico seja. A oferenda é feita pelos peregrinos à Allah, à nobre Caaba para os pobres da Casa Sagrada serem beneficiados.
10. A procura da Caaba pelos peregrinos e os visitantes é por fé e esperança como expiação dos pecados. O Profeta (S) disse: “A pessoa que cumpre a peregrinação, e, durante a mesma, se abstiver da luxúria e dos abusos, ela retornará (da peregrinação) devidamente purificada, como se tivesse sido parida por sua mãe, nesse mesmo dia!”14
11. Allah protegeu a Nobre Caaba dos males dos abissínios quando Abraha, liderando um exército, foi até Makka para destruir a Caaba. Allah a protegeu, enviando criaturas aladas que levavam pedras de argila endurecida nos bicos e nas patas, do tamanho de grão de bico e lentihas. Ao atingirem os soldados do exército de Abraha, iam eliminando-os. A maior parte do exército foi eliminada. Quanto à ABraha, foi atingido por um petardo que o abateu. Começaram aparecer em seu corpo pústulas fazendo com que partes de seu corpo se desprendessem até a morte. A derrota do exército do elefante foi um grande milagre. A vontade de Allah foi vingar-Se dos abissínios que intencionavam destruir a Caaba. Pouco tempo, depois, o seu domínio sobre o Iêmen cessou e a Península Arábica se livrou do seu domínio.O Alcorão eternizou esse acontecimento histórico com uma surata específica, a Surata do Elefante: “Não reparaste no que o teu Senhor fez com os possuidores do elefante? Acaso, não desbaratou Ele as suas conspirações, enviando contra eles um bando de criaturas aladas, que lhes arrojaram pedras de argila endurecida, e os deixou como plantações devastadas (pelo gado)?”15
12. Dentre as distinções da Casa Sagrada, como rezam as tradições verdadeiras é que todas as cidades serão assoladas pelo Dajjal (Anti-Cristo) menos Makka e Madina. Cada uma de suas portas ou cada um de seus caminhos é protegido por anjos.
13. Dentre seus destaques é que o Mahdi surgirá nela, como as tradições nos informam.
14. A mesquita Sagrada foi distinguida com muitas e determinadas regras, que aparecem nos livros da jurisprudência islâmica, entre as quais destacamos:
a) A oração voluntária é válida em todas as horas na Mesquita Sagrada por causa da tradição: “Ó filhos de Abd Manaf, não proíbam a ninguém circungirar a Casa e orar a qualquer hora que quiser de dia ou de noite.”16
b) Dentre essas regras é que proibido ficar de frente ou de costas para a Caba quando se está fazendo necessidades físicas, sem uma barreira, em respeito à quibla e à Caaba, que é diretriz dos muçulmanos para a oração, seu objetivo para a peregrinação. A ela viajam. Está proibido, também, enterrar politeístas nela bem como o seu ingresso nela. Allah, exaltado seja, diz: “Ó crentes, em verdade os idólatras são impuros. Que depois deste seu ano não se aproximem da Sagrada Mesquita!”17
c) É proibido, também, que o muçulmano tente praticar o mal nela. Quem tentar fazê-lo é castigado e não é perdoado. Como as boas ações são multiplicadas em Makka, as maldades também se multiplicam. Isso é indicado por Allah, exaltado seja, ao dizer: “... quem nela (a Casa Sagrada) comete, intencionalmente, profanação ou iniquidade, fá-lo-emos provar um doloroso castigo.”18
d) É também proibido combater nela, aplicar castigos, caçar, cortar plantas, de acordo com as palavras do Profeta (S), no dia da Conquista de Makka: “Certamente, Makka foi santificada por Allah e pelas pessoas. Não é permitido a ninguém que crê em Allah e no Dia do Juízo Final derramar sangue nela, ou cortar alguma árvore.” E disse: “Não cortar um espinho, nem afugentar qualquer caça.” E disse: “Que o presente informe ao ausente.”19

Ó Allah, concede-nos o sucesso para todo o bem, afasta de nós todo o mal, e louvado seja Allah, Senhor do Universo

_________________________________________
1. Al Hajj, (22:25).
2. Al Imran (3:96-97).
3. Al Bacará (2:127-128)
4. Azzáriyat (51:56)
5. Al Bacará (2:125).
6. Narrado por Musslim, nº 520.
7. Al Bacará (2:144).
8. Al Imran (3:97)
9. Narrado por Bukhári, nº 1189 e Musslim, nº 827.
10. Narrado por Bukhári, nº 1394.
11. Narrado por Ahmad, nº 18242.
12. Al ‘Ankabut (29:67)
13. Narrado por Bukhári, nº 4331 e Musslim, nº 1352.
14. Narrado por Bukhári, nº 1521 e Musslim, nº 1350.
15. Al Fil (105)
16. Narrado por Ahmad, nº 16294.
17. Attauba (9:28)
18. Al Hajj (22:25).
19. Narrado por Musslim, nº 1354
Hierarquia do Artigo:
Artigos Crenças do Islã A Posição da Casa Sagrada


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2021. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2021 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo