Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Como devemos saudar o mês do Ramadan? - A virtude do Ramadan é alcançada pelo jejum em todos os dias - Parecer sobre aquele que esquece de repor jejuns perdidos - Por que os muçulmanos jejuam? - Responsabilidades de uma esposa para com seus pais - A sabedoria por trás do oferecimento da oração - A sabedoria provinda da prescrição do zakaah - Jogos, entre o que é lícito e o que é ilícito - Vontade e Decreto Divino - Condições das boas ações - Reflexão sob a visão do Islam - Como lidar com o vício das drogas? - Relações via Internet - Evidências para a validade do Islam - Razões detalhadas para o castigo no túmulo -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

O Hajj e suas virtudes
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

Ibn Omar (R) relatou que o Profeta (S) disse: “O combatente pela causa de Allah, o peregrino e o visitante que atenderam a ordem de Allah, se Lhe pedirem algo Ele o concederá.” (Tradição narrada por Ibn Mája, nº 2893). A tradição é boa e classificada como tal pelo Albáni em seu livro: “Assaulsula Assahiha”, nº 1820).

6. Os Benefícios da Peregrinação
Allah, exaltado seja, diz: “Para testemunharem os benefícios que lhes foram dados.” (22:28).

Os benefícios: Terrenos e Religiosos.

Quanto aos religiosos consegue-se a satisfação de Allah, exaltado seja, volta-se com perdão de todos os pecados, aufere as excelentes recompensas que só existem naqueles locais. A oração na Mesquita Sagrada, por exemplo, equivale a cem mil orações. Não existem tawaf (circungiração) nem Sa’i (percorrer a distância entre Safa e Marwa) a não ser naqueles locais.
Entre os benefícios está o encontro com os muçulmanos, o conhecer as suas situações, encontrar-se com os sábios, beneficiar-se deles e expor os problemas a eles.

Quanto aos benefícios terrenos, está o comércio e os outros tipos de lucros relacionados com a peregrinação.

7. Quanto às regras da peregrinação e as suas influências sobre as pessoas:
O cumprimento dos rituais da peregrinação possui inúmeras virtudes e regras enormes. Quem tiver sucesso em compreendê-las e agir de acordo com elas terá muito bem sucedido. Entre elas:
- A viagem para a peregrinação para cumprir os rituais onde se lembra de Allah e da Outra Vida. Como na viagem a gente se separa da família, dos filhos e da pátria, a viagem para a Outra Vida se parece com isso.
- Como o peregrino aumenta a sua provisão para poder chegar aos locais Sagrados, ele se lembra que na sua viagem para o seu Senhor deve levar provisões para atinge a sua segurança. A respeito disso, Allah, exaltado seja, diz: “Equipai-vos de provisões, mas sabei que a melhor provisão é a devoção.” (2:197).
- Como a viagem é um pedaço de sofrimento, a viagem para a outra vida é um sofrimento muito maior. Perante a pessoa estão: a agonia, a morte, o túmulo, a congregação, o prestar contas, a balança, a sirat (ponte sobre o Inferno) então o Paraíso ou o Inferno. Feliz é quem Allah, exaltado seja, salva.
- Quando o peregrino coloca as duas peças do ihram não se lembra a não ser de sua mortalha com que será amortalhado. Isso o leva a se livrar das desobediências e dos pecados. Da mesma forma que se livrou das roupas, deve se livrar dos pecados. Da mesma forma que coloca as duas peças de vestimenta, brancas, limpas, da mesma forma deve o seu coração e seus órgãos estarem brancos, sem serem maculados por pecado ou desobediência.
- Ao dizer no Micat (limite onde se cloca o ihram) Labbaika Allahuma labaik (Eis-me aqui ó Allah, eis-me aqui), isso quer dizer que está atendendo à convocação de seu Senhor. Como pode continuar cometendo pecados, não atendendo à convocação de seu Senhor para abandoná-los e possa dizer: Labbaika Allahumma labaik, ou seja, estou atendendo a Sua ordem de abandonar os pecados. Já é hora de abandoná-los.
- Ao abandonar as proibições durante seu ihram, ocupando-se em entoar o atendimento e a recordação mostra a situação que o muçulmano deve ter. Nisso há uma instrução a ele e um costume para a alma nisso. Ele treina a si e se educa em deixar as coisas normalmente permitidas, porém Allah as proibiu aqui. Não é permitido cortar as unhas, os cabelos, usar perfume etc. Como consegue ultrapassar os limites das proibições de Allah em todos os lugares e tempos?
- O seu ingresso na Casa Sagrada que Allah tornou segura para as pessoas faz o servo lembrar-se da segurança no Dia da Ressurreição. Que a pessoa só consegue alcançar com empenho e cansaço. A coisa mais importante em que a pessoa crê no Dia da Ressurreição é o monoteísmo e o abandono de atribuição de parceiros a Allah. A respeito disso, Allah, exaltado seja, diz: “Os crentes que não obscurecerem a sua fé com injustiças obterão a segurança e serão iluminados. (6:82).
- Ao beijar a Pedra Negra, a primeira coisa dos rituais (sunna), educa o visitante a engrandecer a Sunna, não ultrapassar os limites da lei divina com a sua mente incapaz. Ele fica sabendo que o que Allah estabeleceu para as pessoas tem regras para o seu bem-estar. Ele se educa em servir a seu Senhor, exaltado seja. A respeito disso, Ômar Ibn Al Khattab (R), depois de beijar a Pedra Negra, disse: “Sei que és uma pedra que não beneficias nem prejudicas. Se não tivesse visto o Profeta (S) beijar-te eu não a beijaria.” (Tradição narrada por Bukhári, nº 1520 e Musslim, nº 1720).
- Durante o Tawaf, lembra do patriarca Abraão (AS) enquanto construía a Casa para ser congresso e segurança para as pessoas. Que ele (Abraão) convocou-os para a peregrinação para essa Casa. Quando o nosso Profeta Mohammad (S) surgiu, convocou as pessoas para peregrinarem à Casa, também. Da mesma forma, Peregrinaram a ela Moisés, Jonas, Jesus (AS). Essa Casa tornou-se o símbolo para aqueles profetas e um local de encontro deles. Como não, se Allah, exaltado seja, ordenou Abraão (AS) para construí-la e e engrandecê-la?
- Ao beber da água de Zamzam, lembra-se das dádivas de Allah, exaltado seja, para com as pessoas com aquela água abençoada da qual beberam milhões de pessoas no decorrer dos séculos, sem esgotar. Ao beber a água é estimulado a fazer a seguinte súplica informada pelo Profeta (S): “O beber a água de Zamzam serve para a intenção de quem a bebe.” (Tradição narrada por Ibn Mája, nº 3062, Ahmad, nº 14435. É uma tradição classificada como boa por Ibn Al Caiyem em seu livro: “Zad al Ma’ád”, 4/320.
Hierarquia do Artigo:
Artigos Crenças do Islã O Hajj e suas virtudes


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2021. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2021 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo