Versão Mobile do Site Centro Islâmico Brasileiro
Centro Islâmico Brasileiro Mobile - Últimos Artigos
Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 2 de 3)

Descrição: O legado das revelações anteriores resulta na melhor nação.
Por Aisha Stacey (© 2017 IslamReligion.com)
 
Versículos 54-69 Uma explanação verdadeira
Os descrentes tramaram contra Jesus. Tinham um plano, mas Deus também tinha um plano, melhor.  Prometeu tomar Jesus e purificá-lo da descrença deles e a exaltar seus seguidores acima dos descrentes, que sofrerão severamente nesse mundo e no próximo.  Aqueles que creem obterão sua recompensa.  Esse Alcorão está cheio de sinais e lembretes sábios.  O exemplo de Jesus é semelhante ao de Adão, ambos criados sem um pai.  Deus só tinha de dizer "Sê!" e ele foi.  Não disputem sobre o nascimento de Jesus. Para isso o Alcorão tem a explicação verdadeira.  Não há verdadeira divindade, exceto Deus e Ele sabe quem dentre vós é causador de confusão.
Deus diz a Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, para convidar o Povo do Livro a um acordo sobre o que há em comum, não adorar a ninguém exceto Deus e não associar nada a Ele.  Muhammad também deve perguntar-lhes por que argumentam sobre Abrão ser judeu ou cristão.  Não raciocinam como ele pode ser judeu ou cristão se viveu muito antes do Torá ou do Evangelho serem revelados.  Abraão foi um dos que se submeteram a Deus e não associava nada a Ele.  As pessoas mais próximas de Abraão são os muçulmanos, devotados somente a Deus.  Alguns entre o Povo do Livro tentam desorientar outros, mas apenas desviam a si mesmos.
Versículos 70-80 Quem é confiável?
Deus aborda o Povo do Livro perguntando-lhes por que ocultam a verdade, misturando-a com mentiras.  Alguns entre o Povo do Livro dizem que creem e então mudam de ideia, de novo e de novo, como o dia se transforma em noite.  Encorajam os crentes verdadeiros a se comportarem dessa forma também.  Os crentes só devem confiar em outros crentes.  Deus concede Sua Graça e Misericórdia a quem desejar.
Alguns entre o Povo do Livro são confiáveis e outros não, porque não consideram pecado enganar alguém que não seja de sua crença.  Os que têm a crença correta, temem a Deus e mantêm suas promessas, são amados por Deus.  Existem alguns que vendem a verdade por um preço baixo e uma punição agonizante os espera.  Outros deturpam as palavras de Deus em uma mentira.  Nenhum profeta jamais disse "Adorem-me, ao invés de Deus." Jamais sugeririam que anjos ou profetas são senhores (deuses) e jamais pediriam a alguém para se afastar da crença.
Versículos 81-92 Um lembrete
Deus lembra o Povo do Livro que recebeu uma promessa deles de acreditarem em um mensageiro que virá, confirmando o que já tinham recebido.  São lembrados de não quebrarem a promessa e avisados de que todos retornam a Deus, querendo ou não.  É dito ao profeta Muhammad para dizer que os muçulmanos creem em Deus e no que foi revelado a eles e no que foi revelado aos profetas Abraão, Ismael, Isaque, Jacó, e seus descendentes, assim como em Moisés, Jesus e todos os profetas de Deus.  Não há distinção entre eles - todos pregaram a mesma mensagem e deve-se acreditar em todos.
Não será aceita outra religião que não o Islã, o que levará ao Inferno.  Deus não guiará aqueles que rejeitam a crença, depois de ela ter lhes chegado.  Não haverá trégua, exceto se se arrependerem e se corrigirem.  Aqueles que descreram e morreram naquele estado não serão capazes de comprar uma saída da punição, mesmo com ouro suficiente para encher toda a terra.  Ninguém receberá a maior recompensa até que dê caridade do que aprecia e Deus sabe o que é dado.
Versículos 93-101 Deus sabe tudo
Deus aborda os Filhos de Israel. Todo alimento que é lícito para os muçulmanos era lícito para eles, exceto quando eles próprios os tornaram ilícitos.  São alertados contra inventarem mentiras sobre Deus e para seguirem a religião de Abraão.  Então são lembrados que a primeira Casa de Deus foi em Meca.  É um local abençoado e um santuário.  A peregrinação à Casa de Deus é um dever para todos que são capazes de conseguirem um meio de ir.  Entretanto, Deus não precisa da peregrinação deles, porque é Autossuficiente.   É perguntado ao Povo do Livro por que negam as revelações de Deus e tentam impedir outros de seguir o caminho certo.  Deus sabe tudo que fazem.   Ele (Deus) lembra aos crentes que muitos do Povo do Livro estão tentando afastá-los da crença, de volta para a descrença.  Pense! As revelações de Deus estão sendo recitados e o mensageiro (Muhammad) vive entre vocês, Ele diz.  Será mostrado o caminho certo a quem se apegar a Deus.
Versículos 102 -109 A melhor comunidade
Deus fala aos crentes dizendo para ficarem conscientes de Deus, se devotarem a Ele e não morrerem exceto em um estado de plena submissão a Ele.  Apeguem-se ao Alcorão e às tradições do profeta Muhammad e fiquem juntos como uma comunidade unida.  Que haja entre vós uma comunidade que convide outros à retidão, encorajem o bem e proíbam o mal. No Dia do Juízo aqueles com rostos escuros serão questionados sobre por que rejeitaram a fé e são punidos por fazê-lo, enquanto que outros com os rostos reluzentes se deliciarão na misericórdia de Deus.  Tudo pertence a Deus e retornará a Ele.
Versículos 110 - 120 Mau comportamento
Entre o Povo do Livro existem crentes, mas a maioria deles é consistentemente desobediente.  Porque aqueles com fé não são mais que um incômodo insignificante.  Serão desonrados porque mataram os profetas, desafiaram Deus e costumavam transgredir além dos limites.
Entre o Povo do Livro existem os que aceitam a mensagem de Muhammad, acreditam no Último Dia, oram à noite e se curvam perante Deus, encorajam o bem, proíbem o mal e competem uns com os outros em fazer boas ações.  Essas pessoas não terão suas recompensas negadas.  Os descrentes não terão qualquer proteção, nem mesmo sua riqueza ou filhos.  Caridade hipócrita não os ajudará.  Prejudicaram a si próprios.  Deus lembra os crentes não para formar amizades com essas pessoas, porque tentarão corrompê-los desejando sua destruição.  Podem amá-los, mas eles não os amam.  Deus sabe o que está nos corações deles e diz claramente que se afligem quando os crentes recebem o bem e se alegram quando a desgraça atinge os crentes.  Os planos deles não prejudicarão os crentes, porque Deus sabe exatamente o que estão fazendo.
Versículos 121 - 129 Vitória está nas mãos de Deus
O profeta Muhammad é lembrado de como Deus interviu na batalha de Uhud fortalecendo os corações daqueles que estavam indecisos, e como na batalha de Badr concedeu-lhes a vitória sobre uma grande força rival.  Lembre-se dessas coisas e saiba que, se for consciente, Deus fortalecerá suas forças com 5.000 anjos prontos para a batalha, no caso de um ataque repentino.  Tenha certeza, entretanto, que é Deus Que cede ou pune.   A vitória vem somente de Deus.  Ele perdoa ou pune de acordo com Sua vontade.
 
URL -3-aali-imran-familia-de-imran-parte-2-de-3/

Voltar aos Artigos
Principal