Capítulo 10 Yunus (Jonas) (parte 2 de 2)
Enviado por admin em 27/12/2017

Descrição: Chama-se atenção para a ignorância e o desvio e suas consequências.  As pessoas são avisadas para não se comportarem como os povos do passado cujas civilizações foram destruídas.

 

Por Aisha Stacey (© 2017 IslamReligion.com)

 

Versículos 57 - 60 Chegou a orientação

Foi dada a instrução de Deus para a humanidade; é uma misericórdia, uma cura e orientação.  Diga-lhes, profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, que essas coisas são uma bênção e melhor para a humanidade do que todas as riquezas desse mundo que tentam acumular.  Pergunte-lhes sobre as provisões que foram enviadas por Deus.  Ele tornou algumas delas lícitas e outras ilícitas. Por que então algumas pessoas mudam as regras e tentam tornar o ilícito permissível? Deus deu permissão para isso ou estão inventando mentiras sobre Deus? Como isso será tratado no Dia do Juízo? Pense.  Deus é pleno de graça em relação à humanidade, mas a maioria das pessoas é ingrata.

Versículos 61-67 Deus testemunha tudo

Quaisquer que sejam os assuntos nos quais as pessoas estejam engajadas, desde ler o Alcorão ao mundano, Deus é uma testemunha para tudo, o pequeno e o grande, registrado em um livro.  Nem mesmo uma mancha, o peso do pó escapa ao conhecimento de Deus e é mantido em um registro claro.  Para os que creem e temem a Deus não haverá temor. Receberão as boas novas tanto nesse mundo quanto no outro.  Deus diz ao profeta Muhammad para não permitir que as palavras dos descrentes o entristeça.  Deus é Todo-Poderoso, Ouviouvinte e Onisciente.  Tudo quanto existe nos céus e na terra pertence a Ele.  Aqueles que chamam por outro além de Deus seguem somente suposições e mentiras.  Deus fez o dia e a noite e certamente isso é um sinal para aqueles que ouvem a mensagem.

Versículos 68 - 70 A consequência de mentir sobre Deus

Algumas pessoas dizem que Deus tem um filho.  Ele é livre de todas as necessidades, o mestre dos céus e da terra.  Eles não têm autoridade para fazer essa afirmação. Por que inventam mentiras sobre Deus? Aqueles que mentem sobre Deus não terão sucesso. Podem ter alguma satisfação breve nesse mundo, mas na outra vida enfrentarão uma punição severa.

Versículos 71 - 86 Histórias do passado

Conte às pessoas a história de Noé.  Ele disse ao seu povo: "Se minha presença os lembra de muito do que não desejam ouvir sobre os sinais e avisos de Deus, então façam o que quiserem. Mas sejamos claros e decisivos. Lembrem-se, entretanto, que não pedi qualquer pagamento. A minha recompensa vem somente de Deus. Estou entre os que foram ordenados a adorar somente a Ele." Não ouviram e rejeitaram Noé.  Deus o salvou e aos que estavam com ele em um barco.  Os que negaram os sinais se afogaram.

Então Deus enviou outros, cada qual para seu próprio povo.  Vieram com evidências claras, mas gerações sucessivas persistiram na descrença.  Moisés e Aarão foram enviados ao Faraó e seu povo, mas se comportaram de maneira arrogante em relação a eles e à sua mensagem.  Moisés disse: "Vocês acham que lhes trouxe mágica? Porque os mágicos jamais terão sucesso." Arrogantemente o Faraó chamou todos os mágicos na terra e Moisés expôs a inutilidade de suas mágicas.  Deus não promove o trabalho de malfeitores.

Ninguém acreditou em Moisés, exceto alguns dos jovens entre seu povo. A maioria das pessoas estava muito amedrontada com o regime do Faraó.  Moisés pediu aos crentes para colocarem sua confiança em Deus e eles oraram a Ele para libertá-los das mãos das pessoas injustas.

Versículos 87 - 95 Libertação

Deus revelou a Moisés e Aarão que deviam levar seu povo para o Egito, onde construiriam suas casas e estabeleceriam a oração.   Moisés então orou para que a riqueza e esplendor do povo do Faraó fossem tirados deles.  Pediu que a riqueza deles fosse obliterada e seus corações endurecidos.  Deus disse que essa súplica seria atendida e disse a Moisés para permanecer perseverante.  Então Moisés liderou seu povo pelo mar e o Faraó e seus soldados os perseguiram até que se afogaram.

No último minuto o Faraó disse que acreditava no Deus de Moisés e que se submetia a Ele, mas Deus respondeu: "Agora?" Deus salvou seu corpo, mas não sua vida, para que ele fosse um sinal para aqueles que viessem depois dele.  Muitas pessoas ainda não conseguem identificar os sinais.  O povo de Moisés se estabeleceu em um bom lugar e lhes foram providas as coisas necessárias para uma vida boa.  Não divergiram entre si até que lhes chegou o conhecimento, mas no Dia do Juízo Deus julgará entre as coisas sobre as quais divergiram.  O profeta Muhammad tinha certeza plena no que lhe foi revelado.   Mesmo que o Povo do Livro não desse atenção ao seu chamado, ainda encontrariam evidência em seus livros.

Versículos 96 – 103 A conversão forçada é proibida

Para muitos o amor a esse mundo selou seus corações e olhos.  Não podem ver sinais diante de seus rostos.  Não acreditarão.  Nenhuma cidade jamais viu o flagelo e depois acreditou e se beneficiou dele, exceto o povo de Jonas.  Quando acreditaram a punição foi removida e tiveram satisfação, por um tempo.  Se tivesse sido a vontade de Deus, todas as pessoas da terra teriam acreditado.  Foi perguntado ao profeta Muhammad se ele obrigaria as pessoas a acreditar, contra a vontade delas.  A crença só vem pela vontade de Deus e Ele humilha aqueles que não usarão seu bom senso.  Diga às pessoas para ver os sinais nos céus e na terra, mas nenhum sinal convencerá aqueles que não crerão.  Deus pergunta: "O que estão esperando?" No fim Deus salvará os mensageiros e os crentes. Esse é o modo de Deus e Ele diz que é correto salvar os que creem.

Versículos 104 - 109 A orientação chegou. Escolha

O profeta Muhammad é ordenado por Deus a dizer: "Povo, duvide de minha religião se quiserem, mas jamais adorarei o que adoram além de Deus. Adoro a Deus que os fará morrer e fui comandado a ser um crente." Também foi comandado a se dedicar à religião e não se contar entre os que associam outros a Deus.  Deus diz para não suplicarem a outros que não podem beneficiar ou prejudicar e que, se o fizerem, certamente estarão entre os perdedores.  Se Deus os aflige com uma calamidade, ninguém pode removê-la, exceto Ele. E se Ele deseja conceder um favor, ninguém pode remover Sua graça.  Ele a concede a quem desejar. Ele é Perdoador, o Misericordioso.

Também é dito ao profeta Muhammad para contar às pessoas que a verdade chegou.  Quem escolher seguir o caminho correto o fará por seu próprio benefício e quem se desviar o fará por seu próprio risco.  Eu (Muhammad) não fui enviado para obrigá-los à orientação.  Deus diz ao profeta Muhammad para seguir o que lhe foi revelado e ser paciente até Deus julgar.  Ele é o melhor dos juízes.

 

https://www.islamreligion.com/pt/articles/10901/capitulo-10-yunus-jonas-parte-2-de-2/