Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Uma perspectiva filosófica sobre a singularidade do Alcorão - Tema a Deus onde quer que esteja - Deus & os limites da imaginação humana - Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 2 de 3) - Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 1 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 3 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 3 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 2 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 1 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 2 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 1 de 3) - Muhammad & o último dos monoteístas - Sorriso, raiva e consciência plena no Islã (parte 3 de 3) - A cobiça vos entreterá - Confie em Deus e não desista -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

Uma Descrição do Inferno (parte 5 de 5)
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos
Descrição: A segunda parte da descrição do sofrimento, horror e punições do Inferno como detalhado nas fontes religiosas islâmicas.
Por IslamReligion.com
Publicado em 04 Jan 2009 - Última modificação em 07 Jan 2009

Visualizado: 2324 (média diária: 4) - Classificação: 3 de 5 - Classificado por: 1
Impresso: 176 - Enviado por email: 1 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > A Outra Vida > Inferno


Deus escurecerá os rostos das pessoas do Inferno:

“No Dia em que algumas faces resplandecerão e outras enegrecerão.  Quanto àqueles cujas faces enegrecerão,   lhes será dito, ‘Renegaste a Fé, após terdes acreditado?  Então experimentai o castigo pelo que renegáveis.’” (Alcorão 3:106)

Suas faces ficarão como se a noite as tivesse coberto:

“Mas os que cometem más obras terão a recompensa de uma má ação ou equivalente, e a humilhação os cobrirá.  Não terão protetor contra o castigo de Deus.  Suas faces ficarão como que encobertas por fragmentos da tenebrosa noite.  Esses são os companheiros do Fogo, onde morarão eternamente.” (Alcorão 10:27)

O Fogo envolverá o descrente de todos os lados, assim como os pecados o envolveram, como um lençol em volta do seu corpo:

“Terão o Fogo como leito e sobre eles haverá cobertas (de Fogo)...” Alcorão 7:41)

“No Dia que o tormento (do Inferno) os cobrir por cima deles e por baixo de seus pés.” (Alcorão 29:55)

“...e certamente o Inferno envolverá os descrentes...”  (Alcorão 9:49)

O Fogo do Inferno penetrará até os corações.  O Fogo penetrará seus corpos enormes e alcançará as partes mais profundas:

“Não!  Ele certamente será jogado no Triturador. E o que te faz entender o que são os Trituradores? É o fogo de Deus, eternamente aceso, que sobe até os corações.” (Alcorão 104:4-7)

O Fogo dividirá as entranhas como mencionado pelo Profeta:

“Um homem será trazido no Dia da Ressurreição e jogado no Fogo.  Então suas entranhas serão derramadas no Fogo e ele será forçado a andar em volta como um jumento em um moinho.  As pessoas do Inferno se reunirão em volta dele e dirão, ‘Ó fulano, o que há de errado com você?  Você não nos exortou a fazer o bem e nos proibiu de fazer o mal?’  Ele dirá, ‘Eu costumava ordená-los a fazer o bem, mas eu não o fiz e eu costumava proibi-los de fazer o mal, mas eu mesmo costumava fazê-lo.’  Então ele andará em volta como um jumento em um moinho.”[1]

Deus descreveu as correntes, algemas e grilhões do Inferno.  Eles serão presos com correntes e arrastados com grilhões em seus pescoços:

“para os renegadores da Fé preparamos correntes, grilhões e Fogo ardente.” (Alcorão 76:4)

“Por certo, há junto de Nós pesadas correntes e Inferno, e alimento que provoca sufocamento e doloroso castigo.” (Alcorão 73:12-13)

“Nós poremos grilhões nos pescoços dos descrentes.  Será apenas a recompensa pelos seus maus atos.” (Alcorão 34:33)

“Quando os grilhões estiverem em volta de seus pescoços, serão arrastados com as correntes.” (Alcorão 40:71)

“(A ordem severa dirá): apanhai-o e agrilhoai-o, e fazei-o entrar no Inferno; em seguida, prendei-o em uma corrente cujo comprimento é de setenta côvados.” (Alcorão 69:30-32)

Os deuses pagãos e todas as outras deidades que foram adoradas junto com Deus, incluindo o sol e a lua, que as pessoas pensavam que seriam intercessores junto a Deus e as aproximariam Dele, serão jogados no Inferno com elas.  Isso será para humilhar e demonstrar que falsos deuses não têm poder,

“Por certo, vós e o que adorais, além de Deus,[2] são combustíveis para o Inferno.  Por certo, nele entrareis.  Se estas (falsas) deidades fossem deuses, elas não ingressariam, mas nele serão eternos.” (Alcorão 21:98-99)

Quando o descrente vir o Inferno, ele ficará repleto de remorso, mas isso não será de nenhuma ajuda:

“E eles se arrependerão quando virem o castigo; serão julgados com eqüidade e ninguém será injustiçado.”  (Alcorão 10:54)

O descrente orará por sua morte quando ele sentir seu calor,

“E quando forem lançados num lugar estreito presos em correntes, suplicarão por aniquilação.  (Será dito), ‘Não supliqueis nesse Dia por uma aniquilação mas suplicai por muitas aniquilações.’” (Alcorão 25:13-14)

Seus gritos ficarão mais altos e eles chamarão por Deus na esperança de que Ele os tirará do Inferno:

“E nele gritarão, ‘Senhor nosso, tira-nos daqui! Nós seremos virtuosos - ao contrário do que costumávamos ser!’” (Alcorão 35:37)

Eles entenderão seus pecados e o erro de sua descrença obstinada:

“E dirão, ‘Se tivéssemos ouvido ou argumentado, não estaríamos entre os companheiros do Fogo ardente.’  E reconhecerão seu pecado; extintos sejam os companheiros do Fogo ardente.” (Alcorão 67:10-11)

Suas orações serão rejeitadas:

“Eles dirão, ‘Senhor nosso! Nossa infelicidade nos dominou e fomos um povo descaminhado.  Senhor nosso! Tira-nos daqui, e se reincidirmos, seremos malfeitores.’  Ele dirá, ‘Permanecei nele desprezados e não Me faleis mais.’” (Alcorão 23:106-108)

Depois disso, eles chamarão os guardiões do Inferno pedindo a eles que intercedam por eles junto a Deus pela redução do castigo:

“E os que estiverem no Fogo dirão aos guardiões do Inferno, ‘Suplicai ao vosso Senhor para que nos alivie um dia do castigo.’  Eles dirão, ‘E vossos mensageiros não vos chegaram com claras evidências?’  Eles dirão, ‘Sim.’  Eles responderão, ‘Então suplicai-o vós mesmos, mas a súplica dos descrentes não é senão um erro.’” (Alcorão 40:49-50)

Eles pedirão até por sua própria destruição para se livrarem da dor:

“E clamarão, ‘Ó Malik, que teu Senhor ponha fim à nossa vida!’  Ele dirá, ‘Por certo, aí permanecerão.’” (Alcorão 43:77)

Será dito a eles que o castigo nunca será reduzido, é eterno:

“Se fordes paciente ou impaciente – será o mesmo para vós.  Apenas sois recompensados pelo que fazíeis.’” (Alcorão 52:16)

Eles chorarão por um longo tempo:

“Que riam um pouco e chorem muito, em recompensa pelo que cometiam.” (Alcorão 9:82)

Eles chorarão até que não tenham mais lágrimas, então eles chorarão sangue, que lhes deixará marcas como descrito pelo Profeta:

“As pessoas do Inferno chorarão, e elas chorarão até que não tenham mais lágrimas.  Então elas chorarão sangue até que tenham como se fossem canais em seus rostos, que se navios fossem colocados neles, flutuariam.”[3]

Como foi visto, as descrições do Inferno na escritura islâmica são claras e detalhadas, como são as descrições das pessoas que o merecem como destino.   A clareza é tanta que qualquer pessoa que acredita no Dia do Juízo e nos destinos eternos da Outra Vida deve ser motivada a pelo menos tentar não estar entre as pessoas jogadas nele.  O melhor, e realmente único, modo de evitar esse destino é buscar seriamente pela verdadeira religião que Deus ordenou para a humanidade.  Uma pessoa não deve nunca seguir uma religião meramente porque foi nela que ela “nasceu”, nem deve adotar uma religião por ser uma nova moda.  Ao contrário, deve buscar pela verdade sobre esse mundo e a vida que está por vir, e se assegurar de que está preparada para aquele julgamento do qual não há volta, vivendo uma vida e sistema de crença revelado e imutável do Altíssimo.



Footnotes:

[1] Saheeh Al-Bukhari, Saheeh Muslim

[2] Ibn Katheer, em seu tafsir, explica que pessoas virtuosas e profetas anteriores, que foram considerados deuses por gerações seguintes sem seu consentimento, não estão incluídos como ‘combustível para o fogo’.  Apenas aqueles que ‘gostavam de ser adorados’ por seus adoradores serão jogados lá, junto com ‘aqueles que os adoraram’ e outros ídolos inanimados.  De pessoas como Jesus, o Alcorão diz: “Aqueles aos quais foi antecipada por Nós a mais bela recompensa estão afastados dele...” (Alcorão 21:101)

[3] Ibn Majah

veja a matéria original em: http://www.islamreligion.com/pt/articles/383/

Hierarquia do Artigo:
Artigos A Outra Vida Uma Descrição do Inferno (parte 5 de 5)


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2017. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo